Apenas ideias jogadas *-*


Nem sei. Só sei que quero escrever, escrever qualquer coisa que posso a vir a me animar agora. Não que eu esteja mal, mas eu quero me animar de algum jeito. E me animo escrevendo. Acho que é uma maneira de conseguir colocar para fora o que sinto de verdade.

Que também nem é sempre a verdade. Gosto de fazer um draminha as vezes. Só para deixar a coisa mais picante, sabe? Esta é a verdade, acho que os humanos gostam de complicar as coisas. Ou colar tempero de mais em sua receita as vezes. Enjoa, se torna uma coisa desagradável.

Tudo que é de mais enjoa. Levo fé nesta frase desde que nasci. Acho que é bem assim que as coisas funcionam. Se você é escandaloso de mais, enjoa. Se você é triste de mais, enjoa. Se você é pessimista de mais, enjoa? QUAL É SOCIEDADE! Vamos nos ligar pessoal! O mundo ta aqui e ele é constituído por pessoas de todos os tipos. Pessoas que como você também tem coração, tem seus problemas, tem suas famílias.

Acho que levo muito em conta o que as pessoas já passaram na vida. Isso me torna uma pessoa aberta a qualquer tipo de contato com outras. Porque eu não consigo achar defeitos nas outras. Porque mais que a pessoa seja chata, irritante, bagunceira ou oferecida eu sempre vou arrumar uma desculpa por ela ser assim. Daí não vou conseguir enxergar os seus defeitos.

Se a pessoa for muito....huumm.... quieta ou falante de mais. Sabe o que eu faço? Olho para o que tem envolta desta pessoa. Como são os pais, com quem ela anda e até o jeito de se por em certas ocasiões.

Todos nos temos o direito de sentar(8)errar. Por isso não falo mal do outros. Não julga a maneira de ser, pois cada um tem seus motivos por ser assim do jeito que é. E pode crer que não vai ser eu que vou julgar uma pessoa por ser assim do modo que é.

Posso até querer ajudar a pessoa a mudar as vezes, mas eu sei que nunca vai dar certo. Porque pessoas não mudam só porque alguém pediu para mudar. Elas mudam porque elas querem, isso é algo que vem de dentro da pessoa. Se ela não quiser mudar, ela jamais mudará.

Gosto de poder escrever, fico livre para escrever o que eu quiser. Posso dizer tudo o que sinto e até inventar o que esta acontecendo comigo. É bom, porque podemos criar um personagem que pode fazer tudo. Fazer as vezes o que a gente na realidade nunca teve coragem de fazer.

‘Nunca’ palavra muito forte para usar. Acho que jamais podemos dizer nunca (só podemos falar nunca para quando formos falar que nunca pode ser dizer nunca). Já ouvir falar que sempre se tem uma primeira vez para tudo? Pois é, por isso não podemos utilizar a palavra nunca. Por mais que pareça estranho agora algum dia isso vai mudar. Vai se tornar diferente e você pode perceber que não era algo tão ruim assim.

Eu ainda vou descobrir porque me preocupo tanto com o problemas das outras pessoas.... por mais que sejam meus amigos. Será mesmo que algum dia eles iam se importar comigo do modo que me preocupo com eles. Eu sei que amigo são para estas coisas. Só que eu acho que levo muito isso ao pé da letra. Deixo me levar pelas confusões nas cabeças alheias e acabo esquecendo que eu também tenho problemas. Só que a única coisa que consigo me lembrar são das pessoas que querem de algum jeito ajuda.

Dar bola de mais para as pessoas as vezes não é bom...

Quando uma pessoa merece de verdade ser tirada da “sociedade” (vou falar em chinês aqui, se alguém entender, parabéns, tem meu respeito). Quando ela merece de verdade ser rejeitada, ignorar....bem.... será que vale a pena fazer isso com alguma pessoa. Por mais irritante e chata que esta pessoa seja, será que vale a decisão de acabar com a vida social de algum, só por que ela tem um jeito distinto de ver as situações?

Tem vezes que mesmo sabendo que estou fazendo a coisa errada eu faço. Acho que faço só para dar de cara no muro e ver como é bom ter que caminhar com as próprias pernas as vezes.

Sabe o que eu quero de verdade? Ser o que eu sou, para que me importar com o que os outros pensam. Tem vezes que eu pensou, será que é melhor sofrer calado? Quando paro para pensam lembro que um dia eu sofria assim, mas nem ligava. Porque eu sabia guardar esta “dor” sem me machucar e ficar mexendo nela a cada minuto.

Quando a sua dor se torna publica a coisa fica mais complicada, pois não é só você que sofre com esta dor. E as pessoas te fazem lembrar dela a casa 2 minutos. Não que as pessoas sofram com você, pois acho que a única pessoa que sabe de verdade o que esta sentindo é ela própria, ninguém mais, podemos entender a dor, apenas isso, mas nunca compreendê-la.

E que dor é esta que agente tanto guarda dentro de si? Meu deus! Pra que? Pra que ficar se lamentando pelo feito ou não feito? Se não esta feito, faça! Se já foi feito, não se lamente, sorria, porque você fez, as vezes não uma escolha, mas para que se lamentar pelo leite derramado. Se aconteceu era para acontecer. Foi por que alguém quis deste jeito.

Para que insistir em algo que você sabe que não vai dar certo? Por que ficar batendo sempre na mesma tecla? As vezes é muito melhor mudar de nota. A melodia pode ficar mais audível .

Nunca fiz um texto tão grande que nem este, credo! Vou dar mais uma enrolada. Vejamos...

Sabe quando você quer de verdade que algo aconteça de bom para você, mas por mais que você insista esta coisa não acontece? Quero rever os meu conceitos sobre este assusto. Será que é erro nosso que estamos fazendo algo de errado? Ou será que é o destino que esta guardado algo para nos? O nosso futuro nos reserva grandes surpresas.

Tenho até medo de falar disso. Por que a algum tempo atrás eu nunca imaginaria que estaria aqui, desta forma que estou hoje. Nunca pensei que estaria tão feliz, mas ao mesmo tempo cheia de “problemas”. Acho que esta aqui é a melhor fase da minha vida. Vou poder ver as fotos destes dias e dizer:

-SIMMM! EU VIVI A MINHA ADOLESCENSIA MUITOO BEM!

E posso dizer agora que nunca me arrependi de nada até agora. Não me arrependo de nada que eu fiz até agora. Se eu fiz ou não fiz, foi por que eu achei que era certo e que era a melhor coisa para se fazer. E se eu tivesse feito diferente não estaria aqui agora. E não poderia estar falando isso para todos aqui.

Quero olhar para as minhas fotos e recordações da minha adolescência e me lembrar de tudo. As coisas boas, ruins, as engraçadas, as dramáticas.... tudo mesmo. Quero poder abrir este blog daqui a alguns anos e falar:

- Foi aqui que a minha história começou...

E vou te dizer, isso não é mentira. Pois graças a este blog eu conquistei amizades e rendeu muito assuntos no MSN. AKSLAKSLKALSKASLKALSKALKS’

AI AI....Quer saber? Nem sei mais o que achar da vida... que coisa complicada...acho que agora eu sei SIM o que é ser um adolescente. E viver com complicações na cabeça mesmo não tendo nenhuma. E complicado o próprio adolescente entender esta frase, mas tenho certeza que quando tiver mais idade vou ver que isso era só para ter o que fazer da vida. Pura frescura. Pura falta de não ter o que fazer.

(Duas páginas do word, que orgulho *-*)

1 comment

Paloma Martins | 3 de setembro de 2011 18:51

Oie! Gostei do seu blog e achei bacana que também conhecesse o meu. Ele engloba bastante coisa, ilustração, música, literatura, moda e coisas que toda mulher adora!
Se tiver um tempinho passa lá depois e me diz o que achou, se gostar e se identificar, siga, comente ou divulgue que fico muuuuuuuuuito grata, sua opinião vale muito pra mim viu!
Ahhh lembrando que o blog está com 4 sorteios super legais acontecendo, participa!
Beijos :D http://www.agirlaplanet.com

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...