Que medo...minha primeira história... No começo achei que iria ser uma história engraçada mas no final eu mesma me surpreendi.
Comentem por favor!
############################################
Você poder estar pensando que eu sou louca e sabe de uma coisa? Eu não ligo! Sou maluquinha das idéias sim! E nunca atrapalhei ninguém. Então o que você tem a ver com isso? Bem... era isso que eu gostaria de ter dito para aquela loira aguada. Mas não tive coragem o suficiente.

- Você não tem nada melhor para fazer? Parece que é louca. Onde já se viu querer tocar em mim...

Como se ela fosse a rainha da cocada preta. Que raiva! Só passei no lado dela e mau encostei no braço. Que vontade me deu de quebrar aquela linda cara de boneca de porcelana. Ali mesmo, na frente da escola. Mas sou uma menina calma e não iria sujar as minhas mãos com M**. E você percebeu que só por ter passado no lado dela fui denominada uma louca! Mas não me aguntava mais de raiva que sentia dela. Tive que girar as tranças.

- Não tenho culpa nenhuma se o teu corpo é maior que o espaço que você quer passar.- falei aquilo com toda a raiva que eu tinha. Tive que aguentar a raiva que guardava dela por muito tempo. E sem dúvidas aquela foi a gota’d água.

- Repete o que você falou! ISSO É UMA ORDEM! – como a pele dela era muito branca ela ficava vermelha por qualquer coisa.

- Por acaso você ficou surda? Eu já disse uma vez não vou repetir.- falei despejando o ódio que guardava dela.- E o que você vai fazer se eu não repetir?? O máximo que pode acontecer é você ter que queimar mais um destes fios de cabelo loiro para compreender o que eu disse. Já que você não compreende palavras com mais de 3 silabas.

Você pode estar pensando que eu que sou a malvada desta história. Mas não sou. Vocês não intentem o que eu passei nas mãos daquela piruá!

Foi quando as pessoas da escola perceberam o movimento. E era isso mesmo que eu queria. Publico. Mais pessoas ali melhor. Iria dizer tudo o que estava reprimindo em mim. E acho que varias pessoas também dividiam esta sentimento comigo. Só estava rezando para que ninguém começasse a gritar:BRIGA!BRIGA!.

- Já pensou em se arrumar um pouquinho bezerro desmamado. – ela fez uma ceninha ali na minha frente. Sacudiu os cabelos como se fosse louco (sendo que a louca antes era eu) e como as “patis” diriam ela esta caindo do salto.

Naquele momento eu não queria mais nada. Tinha conquistado o publico, fiz aquela lagartixa ereta se descabelar e o mais incrível de tudo eu conseguia falar tudo o que me amargurava. Não iria parar ali. Ela tinha me dado uma resposta totalmente “fora da casinha”. Nada a ver com o que eu tinha dito anteriormente. Aproveitei a oportunidade para responder algo para acabar com aquela conversa e provar que eu tinha o controle e a razão daquela conversa. Mas foi ai que surge no meio da multidão uma criatura que teve a capacidade de puxar o coral.

- BRIGA!BRIGA!BRIGA!

Era o que não queria que acontecesse. Sabia que ira chamar a atenção dos professores. Mas não deu tempo de pensar direito. E já tinha professores ali para verem o que estava acontecendo. Adivinha o que aconteceu??

- Vocês duas. Imediatamente na sala do diretor. AGORA!

Bem... sabia que no final das contas quem iria sair de vila seria eu. Mas acho que tinha uma carta na manga.

Quando chegamos na diretoria o diretor mandou que nos sentássemos. A sala era sombria. Nunca tinha entrado lá antes. Nunca tinha desobedecido uma regra sequer.

- Olá papai.

Me esqueci de contar. A patizinha irritante era filha do diretor da escola. Mas ela sempre foi a protegida. Por isso nunca ninguém tentou se meter com ela.

- Olá Sr. Diretor.- falei com toda a autoridade que ainda me restava.

Aquele janela gigante atrás da cadeira onde ele esta santado me assustava. Dava para ver todo o colégio por ali. A vista era linda se não fosse o momento eu teria aproveitado mais.

- Me contem o que aconteceu.- falou o diretor

- Papai, esta louca me atacou dizendo coisas feias de mim.

Queria me jogar na parede naquela hora. Releia o que ela disse... “dizendo coisas feias de mim”. Ela não tinha a capacidade de falar “esta garota me atacou verbalmente”. Acho que a grau de inteligência dela não chagava a tanto.

- O que você tem a dizer sobre isso menina. – ele me fuzilou com os olhos.

- Uma simples e fácil resposta querido diretor.... não tenho o que dizer sobre aconteceu. Mas tenho coisas para lhe contar sobre o que acontece aqui dentro desta escola com sua filha e o.....

- Cala a sua boca!! – ela gritou com toda a vontade.Ela chegou a se virar para mim para que eu pudesse admirar a cara de espanto/raiva que ela fez. Ela sabia o que eu iria falar e não queria mesmo que eu contasse.

- Deixa a garota falar filha. – ele falou com todo carinho e afeto.

Antes de começar a falar ela olhou para mim com os olhos vermelhos. Percebi que elas estava quase começando a chorar. Mas naquele momento percebi que não falaria aquilo só porque tinha raiva dela. Mas sim pelo pai e por ela mesma. Se ela continuase a fazer aquilo....


- Conte o que você tem para contar garota.
Queria ser curta e direta.

- Sua filha esta mantendo relações com o professor.

Bem... curta e direta... Para vocês que não compreenderam vou explicar. O professor da nossa escola esta mantendo uma relação mais do que apenas professor e aluno com a loira aguada. Aquela sala estava começando a me dar arrepios.

- Pode sair garota.- o diretor falou depois de ter saído da cadeira e ter ficado de frete para a enorme janela.

Não consegui enxergar o rosto dele. Mas sabia que ele estava quase chorando. Me questionei sobro o que tinha feito. Será que era a coisa certa a ser feita? Agora não poderia me arrepender. Já tinha dito. Quando estava abrindo a porta para sair deu tempo de ouvir a menina que esta sentada na cadeira, acho que agora ela não era mais aquele loira irritante era apenas uma menina que não tinha ninguém para defende-la e amala como ele gostaria, dizer:

- Você NÃO vai acreditar nesta garota mentirosa, né pai!!??

Fechei a porta e nunca mais ouvi falar sobre ela....


#############################################################

postado por Sara PC 

4 comments

**Brunah Isabelle =) | 8 de outubro de 2010 13:43

ahhhhh curtyy e ameei o blog...
Act' parceria.? espero a resposta.
me responde com um e-mail.
bruna12_moreira@hotmail.com
é e-mail e msn.. pra gnt manter contato..
Bjo

Deby Almeida | 9 de outubro de 2010 14:12

Amores,coloquei o banner de vcs lá no meu blog,espero parceria *-*

Juu ♥ | 10 de outubro de 2010 14:30

Deu preguiça de ler, mas consegui e gostei (:

Daniel Savio | 11 de outubro de 2010 20:47

Uia, com certeza não foi a pena que a menina sumiu...

Fique com Deus, menina Sara PC.
Um abraço.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...